Energia
Biocombustíveis
Biodiesel +

O Biodiesel é uma energia renovável destinada à combustão, em motores a diesel, e que foi desenvolvido com o objectivo de melhorar a independência energética dos combustíveis fósseis, gerando emprego e contribuindo para uma redução das emissões de gases de efeito de estufa. É produzido através de misturas de várias matérias-primas, como Óleo de Colza, Soja, Palma, incluindo a reciclagem de óleos de cozinha usados e gorduras animais. Actualmente é o combustível alternativo mais utilizado não havendo, até à data, outras opções com escala industrial e comercial. Relativamente à qualidade do combustível, o Biodiesel responde às maiores exigências técnicas e garantias dos fabricantes de automóveis, pode ser usado nos motores a diesel sem modificação e, em Portugal, é vendido em misturas com o gasóleo mineral (fóssil) que podem chegar a 7%, sendo que, noutros países, como os Estados Unidos, podem chegar a ter 20% de incorporação.

Ácidos gordos +

Da reacção de transesterificação (produção de Biodiesel) entre um óleo vegetal ou óleo alimentar usado e um álcool (neste caso o metanol) na presença de um catalisador, obtém-se biodiesel e glicerina bruta. No processo de purificação da glicerina ocorre a formação de ácidos gordos, que são separados por decantação, sendo posteriormente aquecidos para posterior destilação por arraste com vapor para libertação do metanol residual. São comercializados para aplicações específicas.

Glicerina Técnica em Bruto +

Da reação da transesterificação (produção de Biodiesel) entre um óleo vegetal e/ou um óleo usado ou óleo vegetal e/ou gordura animal e um álcool (neste caso o metanol) na presença de um catalisador, obtém-se biodiesel e glicerina bruta técnica, sendo esta última obtida por separação física do biodiesel, seguida de desdobramento dos sabões, recuperação do metanol e posterior secagem. A Glicerina Bruta pode ser comercializada para o sector alimentar animal (se originada única e exclusivamente da produção de Biodiesel com óleos virgens) ou para aplicações técnicas (industria, em anti congelantes, etc.) pelo que é um subproduto com valor comercial.

Alimentar
Óleos Vegetais
Óleo de Soja Desgomado +

A extracção do Óleo de Soja é conseguida através de um processo industrial, igual ao do Bagaço de Soja. Este começa através de um processo de preparação do grão para aumentar a área específica do sólido e de uma extrusão para minimização do volume da corrente processual, seguindo-se uma extracção sólido/líquido com solvente. Depois da extracção é necessária uma fase de recuperação do solvente e clarificação onde são retiradas as impurezas e sujidades, por lavagem e separação física dos fosfatídeos hidratáveis. O Óleo de Soja é uma excelente fonte de energia para monogástricos, como suínos e aves que necessitam consumo de energia. Também é amplamente empregado para compor rações de outras espécies animais, nas quais se deseja aumentar a concentração energética das dietas. O Óleo de Soja é amplamente usado para alimentação humana (óleos de fritura) ou para produção de bioenergia (biodiesel) através de processos industriais específicos.

Óleo de Soja Neutro +

O óleo de Soja Neutro resulta do tratamento químico de Óleo de Soja Desgomado. O processo de desgomagem e neutralização tem como objectivo reduzir os níveis de acidez, tipicamente de 0,8-1,2% para níveis inferiores a 0,1%. As aplicações incluem a alimentação humana (sendo que após esta fase terá que ser tratado para o efeito e muitas vezes em misturas com óleo de Girassol) ou para produção de biodiesel (também existem várias opções de produção, ver definição de biodiesel).

Óleo de Colza Desgomado +

A extracção do Óleo de Colza é conseguida através de um processo industrial, num primeiro passo através de um processo de prensagem mecânica, seguindo-se uma extracção sólido/líquido com solvente. Depois da extracção mecânica é necessária apenas uma fase de clarificação onde são retiradas as impurezas e sujidades por decantação e centrifugação, mas na extracção química, é necessário a clarificação onde são retiradas as impurezas e sujidades, por lavagem e separação física dos fosfatídeos hidratáveis. O óleo de colza desgomado não tem aplicação directa para efeitos alimentares e é, maioritariamente, empregue na produção de bioenergia (biodiesel) através de processos industriais específicos, pelas suas excelentes propriedades de frio, comparativamente ao Óleo de Soja e ao Óleo de Palma. A sua aplicação em óleos de fritura na alimentação humana é muito reduzida, face ao Óleo de Soja e de Girassol ou até ao Óleo de Palma.

Óleo de Colza Neutro +

O óleo de Colza Neutro resulta do tratamento químico de Óleo de Colza Desgomado. À semelhança do Óleo de Soja, o processo de desgomagem e neutralização tem como objectivo reduzir os níveis de acidez, tipicamente de 0,6-0,9% para níveis inferiores a 0,1%. Neste caso as aplicações para alimentação humana são muito limitadas pelas suas características químicas, pelo que a maioria do Óleo Neutro é dirigido para produção de Biodiesel,comnustível mais amigo do ambiente, e uma alternativa ao gasóleo de origem fóssil.

Farinhas e Bagaços
Bagaço de Soja +

O Bagaço de Soja é uma das principais matérias-primas utilizadas na alimentação humana e animal, principalmente como suplemento de proteína mas também como fonte de energia metabolizável. É obtido através do processo industrial de extracção do Grão de Soja, que separa a fase líquida (Óleo de Soja) da fase sólida (Bagaço de Soja). Durante o processo de extracção o Bagaço de Soja é aquecido para desnaturar os compostos antinutricionais, e assim posteriormente, facilitar a digestão animal. Tipicamente o conteúdo de proteína varia entre 43-44%, mas pode ser elevado para 47-48%.

Soja Integral Tostada ( FULL FAT) +

A Soja Integral Tostada é produzida directamente a partir de uma trituração e extrusão do Grão de Soja. Difere do Bagaço de Soja pois contém todos os componentes do Grão de Soja, nomeadamente o Óleo de Soja, daí a designação Full Fat. É utilizado na alimentação animal, principalmente como suplemento de proteína mas em quantidades muito inferiores às do Bagaço de Soja. No processo de produção da Soja Integral há também uma fase de aquecimento para desnaturar os compostos antinutricionais, para que a digestão animal seja facilitada.

Bagaço de Colza +

O Bagaço de Colza, à semelhança do Bagaço de Soja, é um produto que resulta do processo de extracção do óleo existente, neste caso, na semente de Colza. É um produto rico em proteína e é amplamente usado para alimentação animal. Comercialmente em relação ao Bagaço de Soja é mais económico porque o conteúdo de proteína varia entre 32-34%.